Zero Waste

Como começar Zero Waste?

18/08/2016
cover_zero2

Nos últimos 2 anos tem vindo a falar-se cada vez mais da atitude “Zero Waste”, esta consiste em reorganizar o nosso dia-a-dia minimizando a utilização do plástico, mas também na reutilização materiais e redução do nosso lixo.

Assim à primeira vista esta parece uma missão impossível pois o plático está em grande parte dos nossos produtos e objectos, mas é preciso começar pelos pequenos “nadas” e em pouco tempo é reduzir o lixo, mas também os gastos e as toxinas inerentes no uso prolongado do plástico.

Existem 6 príncipios base:

1. Evitar os descartáveis
2. Optar pelos reutilizáveis
3. Comprar orgâncio e localmente
4. Reciclar, sempre!
5. Ser consumir consciente
6. Optar pelo “Faça você mesmo”

Deixo-vos algumas ideias para começar:

post_saco

Plástico Vs Alternativas
Uma ida ao supermercado consiste sempre levar o meu próprio saco, quer seja em tecido ou de materiais recicláveis. Grande parte das mercearias biológicas têm estes sacos à venda. Contudo existem outras situações em que o plástico pode ser facilmente substituído, como por exemplo: os cestos de verga para roupa, bancos de madeira, tábua de cortar em madeira, etc.

post_napkins

Guardanapos papel Vs Gaurdanapos de pano
Os guardanapos de pano era algo muito comum na casa dos meus avós, contudo este hábito tem vindo a perder-se, mas pode perfeitamente ser restituído, começando por costurar os meus próprios guardanapos e os respectivos envelopes.

cover_pack

Embalagens Vs Granel ou Avulso
Optar sempre por comprar granel ou avulso em alternativa às embalagens ou os pequenos sacos de plásticos para levar a fruta e os legumes. Para esta última, a melhor opção são sacos de rede ou de tecido com atilho. Quanto às embalagens optem sempre pelas que são recicláveis. Em Lisboa já existem os mercados tradicionais e algumas mercearias onde podemos comprar a granel.

post_lunch

Tupperware Vs Vidro e Alumínio
Guardar a comida no frigorifico ou levar o almoço para o trabalho costumam ser os principais utilizações das embalagens de plástico tupperware. A solução para condicionar a comida no frigorifico passa por recipientes de vidro, este podem ser tapados com folha de alumínio ou os tecido moldáveis da Abeego ou Bee’s Wrap. Para levar o almoço para o trabalho sempre podemos recorrer as tradicionais marmitas de alumínio.

Escovas de plástico Vs Escovas de madeiras e fibras
Esta será provavelmente a opção mais cara desta lista. Optar por adquirir escovas para os dentes e cabelo em madeira ou bambo. São escovas que exigem a mesma manutenção das escovas de plástico, mas são recicláveis e reutilizaveis para outros fins.

post_cup

Pensos e Tampões Vs Copos Menstruais
Embora os copos menstruais sejam todos de sicilone medicinal têm a vantagem de ter um tempo médio de utilização de 10 anos, isto quando a manutenção é feita correctamente. Deste modo poupamos o ambiente dos tradicionais pensos e tampões de plástico e algodão.

post_cafe

Cápsulas Vs Máquinas de Café
Todos sabemos a facilidade de fazer um café através de cápsulas de alumínio, no entanto, recomendo que façam o vosso café matinal na chaleiras de metal.

post_soap

Limpeza com químicos Vs Limpeza orgânica
Para este tópico é essencial que haja algum conhecimento das máterias que existem no mercado e como fazer os seus próprios produtos de limpeza. No entanto, podem começar por adquirir escovas de madeira ou produtos “plastic free”. Eu tenho vindo a reduzir nos produtos de limpeza por sabão azul e branco, pois é um poderoso desinfectante e dura uma eternidade.

post_water

Garrafas de plástico Vs Garrafa reutilizáveis
As garrafas de plástico são um dos principais problemas do lixo na nossa sociedade. Milhões de garrafas e copos de plástico são largados no lixo, bem como, já se sabe que as garrafas de plástico podem conter toxinas prejudiciais ao nosso organismo. A solução é optar pelas garrafas utilizáveis em vidro, alumínio ou até mesmo em plástico reclicado com “BPA-free”.

post_compost

Compostagem
Para todos os citadinos este é provavelmente o passo mais difícil, mas o mais importante. A compostagem consiste em reservar um recipiente na varanda ou no quintal onde irá deitar “fora” toda a matéria orgânica – cascas de ovo e de legumes e fruta, borras de café, etc. Uma compostagem bem feita e com boa manutenção não tem cheiro e é bem útil para enriquecimento dos solos. Na minha opinião os municípios deveriam disponibilizar em todos os jardins uma câmara de compostagem comunitária. Contudo já existe boas opções para a realizar compostagem em apartamento.

Se tiverem mais sugestões partilhem!

1 Comment

  • Reply Ana M. 29/12/2016 at 15:13

    Olá, excelentes dicas 🙂
    Fico tão feliz por saber que há mais gente a tentar ter um estilo de vida zero waste.
    Passa no meu blog anagoslowly.blogspot.pt e junta-te ao grupo português Zero Waste: https://www.facebook.com/groups/285577928501282/
    Beijinho

  • Leave a Reply